LinkedIn Portugal Murad WebMail Contato Portugal Vilela Almeida Behrens - Direito de Negócios +55 31 3506-8200
Ronaldo no Sobrasp

Artigos . Direito da Saúde
Por: Ronaldo Behrens . 11 de junho de 2019

SOBRASP 2019: um encontro histórico para a qualidade na Saúde brasileira

Entre os dias 5 e 7 de junho, o Rio de Janeiro sediou o 1º. Congresso da Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (SOBRASP), com o sugestivo título de “Segurança do Paciente como direito: reduzir riscos com a contribuição de todos”.

Desde que a legislação sobre a segurança do paciente entrou em vigor no Brasil, em abril de 2013, venho me manifestando que este, além de um tema de extrema importância para salvar vidas, trata-se de uma revolução silenciosa no setor da saúde por meio da qualificação da assistência. Logo no início me apaixonei pelo assunto procurando estudá-lo com muita persistência, afinal, não é simples “converter” seu entendimento e sua aplicação para o universo do Direito. Por esse motivo, adotei como estratégia me aproximar de pessoas que fazem essa revolução acontecer.

O 1º Congresso da SOBRASP foi uma grande oportunidade. Entre outras coisas, tive o imenso prazer de atuar como facilitador em um curso pré-congresso sobre Fatores Humanos com Maria Magalhães, da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina; e Breno Figueiredo Gomes, do Hospital Mater Dei, ambos médicos preparadíssimos no tema, com apresentação da Adélia Quadros Farias Gomes, do Ministério da Saúde. Também no evento, participei de uma mesa com pessoas do calibre de Helideia Lima, da Rede D’Or; e Marcelo Alves Alvarenga, do Hospital Sírio Libanês, mediada por Almerinda Luedy, da Universidade Federal da Bahia.

No curso, foi muito inspirador observar o crescente interesse das pessoas a respeito da influência dos “fatores humanos” no setor da saúde, pois provocou enorme mudança em direção à sua importância também para a segurança de outras indústrias, como a da aviação, por exemplo. Por meio de diversas atividades e dinâmicas, pudemos problematizar a influência da Síndrome de Burnout (esgotamento profissional), do excesso de hierarquia, da dificuldade da comunicação, entre outros, no dia-a-dia dos hospitais, sempre trazendo danos a todos os envolvidos, principalmente os pacientes.

Já na mesa redonda, o debate foi sobre a experiência e a autonomia do paciente e as estratégias para engajá-los em seus próprios cuidados. Após eu ter trazido um referencial teórico a respeito da autonomia do paciente e seus requisitos para uma manifestação de vontade aceita pelo Direito, Marcelo Alves Alvarenga trouxe o excelente trabalho que o Sírio Libanês tem feito para promover o engajamento do paciente. Na sequência, Helideia Lima compartilhou os investimentos da Rede D’Or neste sentido, e, em tarde absolutamente inspirada e repleta de exemplos práticos, inclusive um pessoal, fez boa parte das cerca de quatrocentas pessoas presentes soltarem as lágrimas.

Todos tivemos oportunidade de participar de discussões maravilhosas e fazer contatos excepcionais nestes três dias de evento. O encontro certamente ficará na história da saúde no Brasil, uma vez que as mais de mil pessoas inscritas irão propagar e trabalhar nas ideias ali cocriadas.

Agradecimento especial a Victor Grabois, Mario Borges Rosa e toda a equipe da SOBRASP não só pelo convite, mas principalmente pela organização do evento.

Dizem que o próximo será em BH… a se ver!!!